Adolescentes assistidos pelo Projeto Vida Livre expõem trabalhos no Ministério Público de Rondônia

Por PabloFerreira 22/07/2019 - 12:15 hs

Peças em tapeçaria e cerâmica produzidas por adolescentes assistidos pelo Projeto Vida Livre, do Método Acuda de Integração Social de Jovens em Conflitos com a Lei, estarão em exposição no edifício-sede do Ministério Público do Estado de Rondônia, em Porto Velho, até o dia 25 de julho.

A exposição, aberta na manhã desta segunda-feira (22/07), é uma iniciativa da 21ª Promotoria de Justiça (Curadoria da Infância). As peças expostas podem ser adquiridas por preços que variam de R$ 5,00 a R$ 60,00.

O projeto Vida Livre é desenvolvido por meio de práticas pedagógicas, laborais e terapêuticas que favorecem o processo de conscientização do adolescente, sua participação crítica e reflexãosobre seu comportamento, potencializando suas habilidades e capacidades, reconhecendo-o como sujeito com potencial para superar suas limitações e ressignificar sua existência.

De acordo com o técnico de Formação profissional da Acuda, Robson Pereira Barbosa, o projeto conta com a parceria do Ministério Público do Estado de Rondônia, Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia e a Fundação Estadual de Atendimento Socioeducativo (Fease). Atende, atualmente, 24 adolescentes entre 15 a 18 anos, que cumprem medidas socioeducativas.

Eles participam de oficinas profissionalizantes de tapeçaria, cerâmica, informática, montagem de microcomputadores e mecânica de moto. A unidade profissionalizante do Método Acuda de Integração de Adolescente em Conflito com a Lei funciona ao lado da Unidade de Ressocialização da Avenida Rio Janeiro. "Essas oficinas oferecem uma oportunidade para que esses adolescentes possam ter uma formação profissional após cumprirem suas medidas socioeducativas", ressaltou Robson. 


Autor/Fonte: MP-RO